ptzh-CNen

  • Home
  • Úteis
  • “Saudade” junta artistas chineses e portugueses em Xangai

“Saudade” junta artistas chineses e portugueses em Xangai

Uma exposição denominada “Saudade”, abriu no Centro de Artes Fosun, onde agrega artistas portugueses e chineses, no edifício desenhado pelo arquiteto britânico Thomas Heatherwick na capital financeira da China, Xangai.

Xangai, localiza-se na foz do rio Yangtse, onde é sede de um município com cerca de 25 milhões de habitantes e a mais próspera cidade da China continental.

«É onde se buscam a riqueza e os sonhos», descreve Liu Jianhua, um dos seis artistas chineses que integra a exposição, com uma réplica de Xangai em miniatura feita com fichas de casino.

A exposição, que reúne cem obras de arte contemporânea e deverá inaugurar em Portugal, em novembro, sublinha ainda a importância estratégica de Portugal para o grupo Fosun.

Fundado em 1992, por jovens licenciados de Xangai, o Fosun é hoje considerado um dos mais lucrativos grupos privados chineses, numa história que remete para o rápido crescimento de Xangai e o 'milagre' económico chinês.

Fosun, em chinês, diz-se Fu Xing, expressão que soa como «renovar».

 

Fonte:

 

dinheirovivo.pt (2018). 'Saudade' junta artistas portugueses e chineses em Xangai [online] Disponível em: http://www.revistaport.com/noticia/2/4063  [Consultado a 03 de Julho de 2018]