ptzh-CNen

Concurso de talentos chineses em Portugal “Cultura chinesa • estrelas chinesas a brilhar 2018”

0 1

 

Preliminar: 14 de janeiro de 2018 (Dom.) 15:00

Local: Teatro Casino Estoril

Semifinal e Final: 21 de janeiro de 2018 (domingo) 15:00

Local: Teatro Casino Estoril

Entidade organizadora: “Huaxin” Arts Group Portugal (葡萄牙华星艺术团)

 

Entidades apoiantes:

Embaixada da China em Portugal

Associacao De Comerciantes E Industriais Luso-Chinesa

Várias associações chinesas em Portugal

 

Patrocinador do local do concurso:Estoril Sol

 

Entidade apoiante de comunicação social

Jornal “Puhuabao”, Jornal “Puxinbao”, Site Ruadapalma

 

O concurso de talentos chineses em Portugal Cultura chinesaestrelas chinesas a brilhar 2018” tem o objetivo de descoberta de excelentes talentos artísticos, promover o aumento do nível da cultura e da arte da comunidade chinesa em Portugal, constituindo uma plataforma para todos os talentos poderem mostrar os seus talentos artísticos.

 

Quem pode participar: membros coletivos e individuais “Huaxin” Arts Group Portugal, os chineses residentes em Portugal, estudantes e estudiosos chineses, funcionários de empresas financiadas pela China, etc.

 

Condições de participação

1. Pode se participar coletiva ou individualmente, exclusivamente por formas artísticas da cultura chinesa, incluindo canto, dança, instrumentos musicais, declamação, talk shows, cómico, comédia, acrobacias, teatro/ópera, artes marciais, ventríloquo, mimetismo, mágica, pintura  e caligrafia ao vivo, etc.

2Espetáculos culturais dinâmicos e saudáveis, com expressividade e força comunicativa ao palco.

 

“Huaxin” Arts Group Portugal  reserva o direito de explicação do concurso “Cultura chinesaestrelas chinesas a brilhar 2018”.

 

Comitê Organizador do concurso “Cultura chinesaestrelas chinesas a brilhar 2018”.

 

Mais informação: http://apps2.newsduan.com/newsyun/HuaMeiJingXuan/OuZhou/pxcm/20171117/29102.html

XIX Congresso Nacional do Partido Comunista da China

 cmDh-fymvkaz4270617

Fonte da imagem:http://finance.sina.com.cn/zt_d/19da/

XIX Congresso Nacional do Partido Comunista da China ( geralmente conhecido por Shíjiǔ Dà十九大, diante designado por “XIX CNPCC”) decorreu no Grande Salão do Povo (人民大会堂), em Pequim, entre 18 e 24 de outubro de 2017. Nesta edição, 2.280 delegados estiveram presentes e representaram os cerca de 89 milhões de membros do partido.

Os trabalhos preparativos para o congresso em causa começaram em 2016 e terminaram com uma sessão plenária do Comitê Central alguns dias antes do Congresso. Em 2016, as organizações partidárias locais e provinciais começaram a eleição dos delegados ao congresso, bem como receção e modificação dos documentos do partido.

Na constituição do partido, durante o congresso, foi integrado o "Pensamento de Xi Jinping sobre o socialismo com características chinesas para uma Nova Era".  O Congresso reforçou o fortalecimento do socialismo “com características chinesas, a construção do partido e do Estado de Direito Socialista e estabeleceu prazos concretos para alcançar os objetivos de desenvolvimento social, tais como construir uma sociedade moderadamente próspera (小康社会Xiao kang she hui) e alcançar a "modernização socialista". Também enfatizou a necessidade da China desempenhar um papel mais importante a nível internacional.

 O congresso aprovou a lista de membros da Comissão Central de Inspeção Disciplinar e elegeu o Comitê Central, que por sua vez aprovou os membros do Politburo, o seu Comitê Permanente, e a 19ª Comissão Central de Inspeção Disciplinar.

O relatório do XIX congresso considerou que o socialismo com características chinesas entrou numa "nova era". Atualmente o povo chinês não só coloca maiores demandas pela vida material e cultural, mas também crescentes demandas pela democracia, o estado de direito, a justiça, a segurança e o meio ambiente. Ao mesmo tempo, o nível das forças produtivas da sociedade chinesa num todo aumentou acentuadamente, porém, o desenvolvimento desequilibrado e insuficiente tornou-se a maior restrição e fator condicionante. Portanto, a principal contradição na sociedade chinesa passou de "a contradição entre as crescentes necessidades materiais e culturais do povo e a produção social atrasada" para uma "contradição entre as crescentes necessidades de uma vida melhor e o desenvolvimento desequilibrado e insuficiente". O XIX CNPCC propôs pela primeira vez o "pensamento da nova era do socialismo com características chinesas", considerando que, tais como o marxismo-leninismo, o pensamento de Mao Zedong, a Teoria de Deng Xiaoping, os pensamentos importantes dos Três Representantes e o Conceito do Desenvolvimento Científico, o mesmo é a ideologia orientadora que o PCC deve seguir constantemente. O relatório também sublinhou que, com base em "construção básica de uma sociedade moderadamente próspera", a China pretende concretizar a "construção completa de uma sociedade moderadamente prospera" até 2020, “concretização básica da modernização" até 2035, e, eventualmente, construir um próspero, democrático, civilizado, harmonioso, belo e poderoso "país socialista moderno".

O XIX CNPCC sublinha ainda que é necessário promover legislação nacional anti-corrupção e estabelecer uma plataforma de denúncia que cobre o sistema de supervisão e inspeção disciplinar; O XIX CNPCC também reforçou o combate contra a pobreza, através da “promulgação e coordenação pelo governo central, da responsabilização dos governos provinciais, e da implementação pelos governos regionais (cada município), a fim de assegurar a erradicação da pobreza da população pobre rural (segundo critérios atuais da China) até 2020, beneficiando todos os municípios pobres, para que o povo possa “se livrar da pobreza real, e se livrar realmente da pobreza”.

Ao mesmo tempo, pretende-se a modernização da defesa nacional até 2035, e em meados do século, tornar o Exército Popular de Libertação num exército de nível mundial. Além disso, o governo central aprofundará a administração segundo a lei, reforçará a implementação e supervisão da Constituição, e salvaguardará a autoridade constitucional.

Em 24 de outubro de 2017, a Assembleia Geral aprovou a decisão sobre o relatório do trabalho do 18º Comitê Central e o relatório do trabalho da 18ª Comissão Central de Inspeção Disciplinar.  

Assuntos analisados no relatório à Assembleia:

  1. Trabalho e mudança histórica nos últimos cinco anos;
  2. A missão histórica do Partido Comunista da China na nova era;
  3.  A ideologia socialista com características chinesas da nova era e a estratégia básica,
  4. A construção plena de uma sociedade moderadamente próspera, abrindo uma nova fase para a construção de um país socialista moderno;
  5. Implementação do novo conceito de desenvolvimento, a construção de um sistema econômico moderno;
  6. Melhorar o sistema institucional, de forma a que sob a orientação de “o povo é o dono”, desenvolver a democracia socialista,
  7. Reforço da auto-confiança cultural, promovendo a prosperidade cultural socialista;
  8. Melhoria da segurança social, da subsistência e do bem-estar do povo, reforço e inovação da governação social;
  9. Aceleração da reforma da civilização ecológica, para construir uma bela China;
  10. Seguir o caminho do fortalecimento militar com características chinesas, promover plenamente a defesa nacional e a modernização militar;
  11. Insistir no princípio de "um país, dois sistemas" para promover a unificação do país;
  12. Seguir o caminho do desenvolvimento pacífico e promover a construção da comunidade do destino humano;
  13. Governar o PCC rigorosamente e firmemente, e melhorar constantemente a capacidade de governação e o nível de liderança.

A maioria das regiões provinciais declararam o seu apoio às orientações. Mais de 3000 jornalistas chineses e estrangeiros entrevistaram e relataram a abertura do evento.

Tradução e redação:Minglei Zheng

 

Fonte:

http://jornaldesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/mundo/noticia/2017/10/as-chaves-do-xix-congresso-do-partido-comunista-da-china-9950093.html

http://news.xinhuanet.com/politics/2017-10/18/c_1121821145.htm

 

 

Constituição de bolsa de tradutores – ISPUP

Um projeto do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) pretende constituir uma bolsa de tradutores para serviços ocasionais de tradução telefónica.

Pretendem-se candidatos com fluência em português e em uma das seguintes línguas: Chinês; Crioulo; Urdo; Punjabi; Hindi; Romeno; Pél; Bengali; Nepali.

Os participantes que reúnam algum dos critérios acima referidos, podem enviar o seu Curriculum Vitae (CV) para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., até ao dia 31 de dezembro de 2017.

Mais artigos...