ptzh-CNen

Conferência "Financing Belt & Road"

1

O Observatório da China esteve presente na Conferência Internacional "Financing Belt & Road", que teve lugar no dia 23 de março de 2018, no Auditório CGD do ISEG, a qual contou com a organização da Associação Amigos da Nova Rota da Seda, a cooperação do ISEG (Escola de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa) e o apoio do Secretário de Estado para a Internacionalização de Portugal.

 

Veja o video da conferência em: https://youtu.be/neIn3HkhfN4

Semana da Cultura Asiática 2018

 

28276404 1575500609152995 4758467196323796138 nA Liga de Estudos Asiáticos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, constituída por alunos da licenciatura em Estudos Asiáticos da FLUL, promove, de 12 a 20 de Março, a sexta edição da Semana Cultural Asiática.

Esta iniciativa, criada em 2013, tem como principal objectivo dar a conhecer as diferentes cultura asiáticas, no que diz respeito as suas línguas tradições e história proporcionando não só uma vertente académica, mas também lúdica.

O evento é aberto a todo o público em geral e a entrada é gratuita. Durante esta semana, cada dia será dedicado à difusão da cultura de um país asiático, através de várias actividades tais como a venda de comida típica de cada país representado ou região, a escrita de nomes nas línguas respectivas, pinturas faciais, pinturas em henna, entre muitas outras propostas que reflectem a cultura do respectivo país:

Dia 12 – Dia da Tailândia

Dia 13 – Dia da Índia

Dia 14 – Dia da China

Dia 15 – Dia da Coreia

Dia 19 – Dia do Japão

Dia 20 – Dia da Indonésia

Para mais informações consulte a página do evento no Facebook

 

Actividades no Museu do Oriente em que os pais também são protagonistas

um giro pelo mundo 1

Oficinas para crianças em Março

Actividades no Museu do Oriente em que os pais também são protagonistas

Imagens das actividades: https://we.tl/PcUgWE2XCf

 

No mês que lhes é dedicado, os pais são os convidados de honra das oficinas do Serviço Educativo do Museu do Oriente, que exploram culturas longínquas e desafiam a criatividade de toda a família a partir das colecções do museu.

No primeiro sábado do mês, dia 3 (com repetição a 20 de Março), “Fio a Fio!”, para bebés até 12 meses, desvenda histórias de novelos de lã, seda ou linho, numa viagem pelos sons, formas, cores e texturas do museu.

“De Estação em Estação!”, nos dias 10 ou 27 de Março, é dirigida a bebés dos 12 aos 24 meses e convida a uma viagem pelas quatro estações do ano. Do som das aves na Primavera, ao quentinho do sol no Verão, passando pelas folhas douradas no Outono e, no Inverno, os flocos da fria neve que caem, esta oficina dramatizada alia a componente teatral a uma diversidade de estímulos e desafia à participação.

Pé ante pé, famílias com crianças entre os 3 e os 5 anos, vão poder descobrir a quem pertencem as pegadas encontradas museu afora, na oficina “Pés e Pegadas” que se realiza no dia 17.

Já no dia 24, “Pássaros de Mil Cores” debruça-se sobre as aves reais e míticas que habitam estas galerias, como o grou do Japão para atrair paz e longa vida, o pavão que do Vietname traz prosperidade, ou o corvo que anima as lendas de Lisboa. Também neste dia, o museu convida as crianças entre os 7 e os 12 anos a fazerem “Um Giro pelo Mundo”, tal como a aventura de Phileas Fogg, no clássico de Júlio Verne.

 

Domingo, 25 de Março, é dia de descobrir o que diriam “Se Estas Paredes Falassem…”, numa visita-jogo, de participação gratuita, para famílias com crianças a partir dos 6 anos, para descobrir a caricata história do edifício onde se situa o museu. Desde a ideia do arquitecto, até à função original do edifício, que antes era um armazém de bacalhau, convidam-se as famílias a folhear o álbum de memórias do Museu do Oriente.

Oficina “Fio a Fio!”

Tapete Encantado

3 ou 20 de Março

Horário: 11.30-12.15

Público-alvo: bebés até 12 meses, acompanhados por um ou dois adultos

Preço: 4 €/ participante (adulto ou criança)

Participantes: mín. 10, máx. 20

Oficina “De Estação em Estação!”

Primeiros Passos

10 ou 27 de Março

Horário: 11.30-12.00

Público-alvo: bebés dos 12 aos 24 meses, acompanhados por um adulto

Preço: 4 €/ participante (adulto ou criança)

Participantes: mín. 10, máx. 20

Oficina Pés e Pegadas

Primeiras Descobertas

17 de Março

Horário: 11.30-12.30

Público-alvo: 3-5 anos, acompanhadas por um adulto

Preço: 4 €/ participante (adulto ou criança)

Participantes: mín. 10, máx. 20

Oficina “Pássaros de Mil Cores”

Sábados em Família

24 de Março

Horário: 11.00-12.30

Público-alvo: crianças a partir dos 6 anos

Preço: 4 €/ participante (adulto ou criança)

Participantes: mín. 10, máx. 24

 

Oficina “Um Giro pelo Mundo”

Sábados em Oficina

24 de Março

Horário: 15.00-17.00

Preço: 5 €/ participante

Participantes: mín. 8, máx. 15

Visita-jogo “Se Estas Paredes Falassem…”

25 de Março

Horário: 11.00-12.30

Público-alvo: crianças a partir dos 6 anos acompanhada por adulto

Participantes: máx. 20

Gratuito

www.museudooriente.pt

Informações adicionais para a Comunicação Social:

LOGOTIPO LPM 30 ANOS 15 01 16

Margarida Pereira

961 334 957

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

"A representação de Macau colonial no cinema de Hollywood" | Conferência encerra ciclo sobre Macau no Museu do Oriente

colonia

“A representação de Macau colonial no cinema de Hollywood”

 

Conferência encerra ciclo sobre Macau no Museu do Oriente

“A representação de Macau colonial no cinema de Hollywood” é a conferência que precede a apresentação do filme “Irmãs” de Tracy Choi, no encerramento do ciclo “Cinema Macau. Passado e presente”, no dia 18 de Fevereiro, às 16h00, no Museu do Oriente, com entrada livre.

Durante o Estado Novo, Macau foi a colónia portuguesa mais proeminente na ficção cinematográfica norte-americana, servindo de localização para mais de uma dúzia de enredos de crime e aventura. Para isto contribuíram, não apenas a sua ancestral reputação como antro de vícios exóticos e o típico fascínio de Hollywood por narrativas orientalistas, mas também o contexto geopolítico desse território. A maioria dos filmes foram produzidos na década de cinquenta, aproveitando o facto de a colónia se encontrar simultaneamente situada numa fronteira da guerra fria e dominada por uma potência fora do sistema de Bretton Woods, elementos propícios a tramas de intriga em torno de espionagem e contrabando.

Nesta palestra, Rui Lopes - doutorado em História Internacional e investigador do investigador do Instituto de História Contemporânea da NOVA FCSH - analisa o contexto em que emergem essas produções e as implicações do modo como apresentam o colonialismo português em Macau.

Ao longo de sete sessões temáticas no Museu do Oriente, com curadoria da jornalista e crítica de cinema Maria do Carmo Piçarra, “Cinema Macau. Passado e presente” procurou refletir sobre a pluralidade de olhares sobre Macau durante o século XX, bem como após a transição para a administração do território pela China. O ciclo prolonga-se agora até 26 de Fevereiro, na Cinemateca Portuguesa.

Cinema Macau. Passado e Presente

18 de Fevereiro

Auditório do Museu do Oriente

Gratuito (mediante levantamento de bilhete no próprio dia)

CONFERÊNCIA | 16.00

«A REPRESENTAÇÃO DE MACAU COLONIAL NO CINEMA DE HOLLYWOOD DURANTE OS ANOS 50»

Por Rui Lopes, investigador do Instituto de História Contemporânea da FCSH da Universidade Nova de Lisboa


HISTÓRIAS DE MACAU III | 17.00

Irmãs (97’), Tracy Choi, 2016

Filme legendado em inglês.

www.museudooriente.pt

Informações adicionais para a Comunicação Social:

LOGOTIPO LPM 30 ANOS 15 01 16

Margarida Pereira

961 334 957

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Museu do Oriente dá as boas-vindas ao Ano do Cão

Ano do Cão 1-min

Ano do Cão 2-min

 

Actividades para toda a família no Ano Novo Chinês

 

Museu do Oriente dá as boas-vindas ao Ano do Cão

 

O Ano Novo Chinês celebra-se a 16 de Fevereiro e, para dar as boas-vindas ao Ano do Cão, o Museu do Oriente organiza visitas temáticas e oficinas para todas as idades, entre 16 e 24 de Fevereiro.

 

“Um novo ano lunar” é uma visita às colecções do Museu com enfoque na cultura tradicional chinesa, no dia 16, às 19h00. No dia seguinte, 17 de Fevereiro, às 16h00, a visita é dedicada à Ópera Chinesa para conhecer “Os quatro tipos de personagens da Ópera Chinesa”.

 

Também no dia 17, mas de manhã às 11h30, miúdos e graúdos são convidados a participar na oficina “Uma festa de lanternas!” em que, metendo mãos-à-obra, vão aprender a construir as suas próprias lanternas, tão típicas das comemorações de ano novo. A partir das 15h00, o desafio é aprender a fazer “Recortes de Papel”, uma arte milenar chinesa à qual se recorre para ornamentar as casas por altura do ano novo, auspiciando sorte e prosperidade.

 

Vestir roupa nova, decorar a casa, receber pequenos envelopes vermelhos e comer deliciosas iguarias, são algumas formas de comemorar esta época do ano. No domingo, 18 de Fevereiro, a oficina para toda a família “Celebrando o Ano Novo Chinês!” dá a conhecer algumas destas tradições e a possibilidade de nelas participar.

 

A semana de festividades termina no sábado, 24 de Fevereiro, com a oficina “Procurando dragões” que junta pais e filhos, avós e netos, e todos quantos queiram percorrer as galerias do museu em busca destas misteriosas criaturas com corpos de escamas serpenteantes.

 

Ano Novo Chinês

Programação para todas as idades

Um novo ano lunar

Visita orientada temática

16 Fevereiro

19.00-20.00

Preço: 6 €

M/16 anos

Participantes: mín. 5, máx. 25

Uma festa de lanternas!

Ateliê

17 Fevereiro

11.30-12.30

Preço: 4 €/participante [adulto ou criança]

Público-alvo: 3-5 anos acompanhadas por um adulto

Participantes: mín. 10, máx. 20

Recortes de papel

Oficina para todos

17 Fevereiro

15.00-16.30

Preço: 5 €/participante

M/12 anos

Participantes: mín. 10, máx. 12

 

Os quatro tipos de personagens da ópera chinesa

Visita orientada temática

17 Fevereiro

16.00-17.00

Preço: 6 €

M/16 anos

Participantes: mín. 7, máx. 25

Celebrando o ano novo chinês!

Oficina para famílias

18 Fevereiro

11.00-12.30

Preço: 4 €/participante

Público-alvo: 6-10 anos acompanhadas por um adulto

Participantes: mín. 10, máx. 12

Procurando dragões

Oficina para famílias

24 Fevereiro

11.00-12.30

Preço: 4 €/participante [adulto ou criança]

Público-alvo: para famílias [crianças a partir dos 6 anos]

Participantes: mín. 10, máx. 24

www.museudooriente.pt

Informações adicionais para a Comunicação Social:

LOGOTIPO LPM 30 ANOS 15 01 16

Margarida Pereira

961 334 957

margaridapereira@lpmcom.pt

A China, para os mais novos descobrirem

dia de imperador

 

 

 

A China, para os mais novos descobrirem

 

No mês em que se assinala a chegada de um novo ano, segundo o calendário lunar chinês - o Ano do Cão -, o Museu do Oriente convida os mais novos a embarcarem numa viagem até à China, através de três oficinas.

 

A 3 de Fevereiro é dada a conhecer “A História do Cão de Pequim”, numa oficina dirigida a famílias com bebés até aos 12 meses. Neste espaço, os pais são desafiados a explorar o museu através do olhar dos seus bebés para, juntos, descobrirem o Oriente através de sons, formas, cores e texturas. A actividade repete no dia 20.

 

“Quantas cores o arco-íris tem?” é o que as famílias com crianças entre os 12 e os 24 meses vão descobrir, na oficina dramatizada que se realiza a 10 de Fevereiro, com repetição no dia 27. Recorrendo às artes plásticas, pretende-se estimular a imaginação e a criatividade, mas também, a expressão musical e a linguagem verbal e corporal.

 

“Um Dia de Imperador”, a 24 de Fevereiro, dá a oportunidade a crianças dos 7 aos 12 anos de voar, nas asas da imaginação, até paragens distantes e tempos de outrora. A viagem começa no século XVI, na “Cidade Proibida”, em plena Dinastia Ming. Esta actividade integra uma vertente prática e criativa que estimula a assimilação e partilha dos conhecimentos e, também, uma visita às galerias expositivas do Museu do Oriente.

 

 

Oficina “A História do Cão de Pequim”

TAPETE ENCANTADO

3 ou 20 Fevereiro

Horário: 11.30-12.15

Público-alvo: bebés até 12 meses, acompanhados por um ou dois adultos

Preço: 4 €/participante [adulto ou criança]

Participantes: mín. 10, máx. 20

Oficina “Quantas cores o arco-íris tem?”

PRIMEIROS PASSOS

10 ou 27 Fevereiro

Horário: 11.30-12.00

Público-alvo: bebés dos 12-24 meses, acompanhados por um adulto

Preço: 4 €/participante [adulto ou criança]

Participantes: mín. 10, máx. 20

Oficina “Um Dia de Imperador”

SÁBADOS EM OFICINA

24 Fevereiro

Horário: 15.00-17.00

Público-alvo: 7-12 anos

Preço: 5 €

Participantes: mín. 8, máx. 15

www.museudooriente.pt

Informações adicionais para a Comunicação Social:

LOGOTIPO LPM 30 ANOS 15 01 16

Margarida Pereira

961 334 957

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Férias de Carnaval e da Páscoa no Museu do Oriente

MdO

 

Oficinas para crianças 7-12 anos

 

Férias de Carnaval e da Páscoa no Museu do Oriente

 

Aliar brincadeira e aprendizagem é o desafio das oficinas que o Museu do Oriente preparou para as férias de Carnaval e da Páscoa, dirigidas a crianças dos 7 aos 12 anos, entre 12 de Fevereiro e 6 de Abril.

 

Entrando no espírito do Carnaval e, ao mesmo tempo, antecipando o início do novo ano lunar chinês - que se assinala a 16 de Fevereiro -, na segunda-feira, dia 12, decorre a oficina “Máscaras de Ano Novo Chinês”. De acordo com a lenda, foram doze os animais a responder ao chamamento de Buda que, como sinal de agradecimento, os transformou nos signos da Astrologia chinesa. Serão estes mesmos animais que os mais novos são convidados a conhecer e representar, através de divertidas e originais pinturas. 

 

Já em Março, nos dias 26, 27 e 28, durante a interrupção das férias da Páscoa, é assinalada a chegada da nova estação do ano com “A Festa da Primavera”. A comemoração será feita de acordo com a tradição indiana onde, anualmente, se realiza o “Holi” (Festival das Cores). Esta é uma das mais importantes festividades indianas, decorrendo num ambiente festivo de música e dança e com a caraterística muito particular das pessoas se pintarem umas às outras. É na criação deste ambiente festivo que as crianças são convidadas a participar.

 

Também durante a interrupção das férias da Páscoa, entre os dias 2 e 6 de Abril, decorre a oficina “O Renascer da Fénix”. Nesta actividade, a ave lendária que ficou conhecida na China Antiga como um símbolo de felicidade e inteligência, desvenda aos participantes o motivo pelo qual o seu fim é também o princípio.

 

As inscrições podem ser realizadas no site do Museu do Oriente.

 

 

FÉRIAS DE CARNAVAL E DA PÁSCOA

MÁSCARAS DE ANO NOVO CHINÊS

12 Fevereiro, segunda-feira

Horário: 09.30-12.30 e 14.00-17.00

Público-alvo: 7-12 anos

Preço: 24 €/ participante

Participantes: mín. 4, máx. 10

A FESTA DA PRIMAVERA

26, 27 e 28 Março, segunda a quarta-feira

Horário: 09.30-12.30

Público-alvo: 7-12 anos

Preço: 12 €/ manhã

Participantes: mín. 4, máx. 10

O RENASCER DA FÉNIX

2 a 6 abril, segunda a quarta-feira

Horário: 10.00-13.00 e 14.00-17.00

Público-alvo: 7-12 anos

Preço: 12 €/manhã

Participantes: mín. 4, máx. 10

www.museudooriente.pt

Informações adicionais para a Comunicação Social:

LOGOTIPO LPM 30 ANOS 15 01 16

Margarida Pereira

961 334 957

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Mais artigos...