ptzh-CNen

Pompeo convence Eslovénia a excluir Huawei da rede 5G.

“Tive o prazer de assinar uma declaração comum com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Eslovênia que exclui fornecedores não fiáveis da rede 5G”, disse o chefe da diplomacia dos Estados Unidos durante uma visita à Eslovênia.

Numa conferência de imprensa em Bled, no noroeste da Eslovénia, Pompeo alertou que a China é mais perigosa do que era a antiga União Soviética, tentando claramente criar uma retórica para impedir a ampliação de 5G da Huawei.

O primeiro-ministro conservador esloveno, Janez Jansa, garantiu a Washington o apoio da Eslovénia, que está “pronta a envolver-se” para “coroar de sucesso os esforços americanos” para contrariar o crescimento econômico chinês.

“Discutimos as relações com a China e a Rússia. Devemos tomar em consideração o interesse estratégico das nossas civilizações, que têm como alicerce a segurança, a liberdade e a democracia”, disse Jansa.

Em comunicado, a Huawei lamentou hoje a declaração bilateral: "Pensamos que este tipo de declaração irá atrasar a introdução da tecnologia 5G e torná-la-á mais cara para os utilizadores”, alertou o gigante chinês.

A China tem acusado os EUA de “oprimirem empresas chinesas” através das suas declarações sobre os fornecedores de equipamentos de telecomunicação Huawei e ZTE serem ameaças nacionais.

 

Ler artigo completo em: Plataforma Media