ptzh-CNen

China acusa Pompeo de “conspiração vil” no Brasil e em países vizinhos.

O Brasil virou palco de um escalada na Guerra Fria entre China e Estados Unidos às vésperas das eleições presidenciais americanas. A embaixada chinesa no Brasil acusou o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, de liderar uma “conspiração vil” para romper as relações chinesas com a América Latina. A informação é do diário South China Morning Post, sediado em Hong Kong.

Pompeo, como se sabe, esteve numa viagem à fronteira norte do Brasil que passa também por outros três países da região: Colômbia, Suriname e Guiana. Segundo o diário chinês, o objetivo da visita é oferecer aos países alternativas à China para seu desenvolvimento econômico, além de aumentar a pressão sobre a Venezuela, um dos principais parceiros de Pequim na região.

A visita de Pompeo tem gerado polêmicas desde sua chegada, no domingo. Após conversas com o ministro brasileiro das relações exteriores, Ernesto Araújo, o americano afirmou que discutiu “a importância de manter o futuro do Brasil livre do partido comunista chinês”. Além disso Pompeo ainda afirmou que pretende trabalhar para aumentar a segurança digital na região. A declaração pode ser vista como mais um capítulo da disputa da Casa Branca contra empresas de tecnologia da China.

 

Ler artigo completo em: Exame