ptzh-CNen
  • Home
  • Notícias
  • China - EUA
  • Resolução dos EUA barra entrada de imigrantes filiados ou ex-filiados a partidos comunistas no país.

Resolução dos EUA barra entrada de imigrantes filiados ou ex-filiados a partidos comunistas no país.

O Serviço de Cidadania e Imigração do Departamento de Segurança Nacional dos EUA emitiu uma resolução no último dia 2 de outubro que leva o nome de: Alerta 16 de 2020 sobre a Inadmissibilidade baseada no pertencimento a Partido Totalitário.

Em um trecho denominado como como Propósitos, a resolução diz que trata-se de estabelecer a inadmissibilidade de membros ou filiados a Partidos Comunistas ou qualquer outro partido totalitário. Mais a frente se lê que a resolução faz parte de um leque de leis recentemente aprovadas no Congresso americano com relação às ameaças à proteção e segurança dos EUA. Deste modo, qualquer imigrante que seja ou tenha sido membro ou filiado de um Partido Comunista, doméstico ou estrangeiro, é inadmitido nos EUA. A resolução é válida para os que buscam o status de imigrantes ou já sendo imigrantes queiram progredir para o status de residentes permanentes.

O país com cidadãos mais atingidos pela resolução obviamente é a China. São milhões de chineses trabalhando, estudando e pesquisando na China, muitos filiados ao Partido Comunista da China ou à Juventude Comunista da China. Ainda não há pronunciamentos oficiais da chancelaria chinesa. Repercutiu nos últimos dias uma declaração via twitter de Hu Xijin, editor-chefe do Global Times, que disse haver “muitos talentos brilhantes na China que são membros do Partido Comunista da China” e a que a decisão dos EUA, ao quebrar ilusões, “ajuda a manter esses talentos” no país.

 

Ler artigo completo em: Revista Fórum

Ler a completa em: Serviço de Cidadania e Imigração do Departamento de Segurança Nacional dos EUA