ptzh-CNen

Trump andou uma década a tentar investir na China, onde mantém uma conta bancária.

Trump e os aliados tentaram caracterizar, Joe Biden como sendo fraco com a China, justificando essa postura com os negócios do filho no país asiático. No entanto, a notícia do New York Times sobre uma conta bancária de Trump na China, mostra que a agressividade de Trump contra a China não passa de uma retórica.

O Presidente dos Estados Unidos passou uma década a tentar investir na China, onde geriu um escritório na primeira corrida à presidência, criando uma parceria com uma empresa controlada pelo Governo chinês, noticiou o New York Times.

As declarações fiscais de Donald Trump, às quais o diário norte-americano teve acesso, mostraram que o então candidato tentou através de um escritório garantir a viabilidade de projetos empresariais na China, um dos três países onde detém uma conta bancária. 

A conta chinesa é controlada pela Trump International Hotels Management L.L.C. e as declarações fiscais mostram que pagou 188.561 dólares (153,5 mil euros )em impostos na China enquanto procurava assegurar acordos de licenciamento de 2013 a 2015, acrescentou.

 

Ler artigo completo em: Diário de Notícias