ptzh-CNen
  • Home
  • Notícias
  • China - EUA
  • China vai impor sanções recíprocas a indivíduos dos EUA que agem em questões relacionadas a Hong Kong.

China vai impor sanções recíprocas a indivíduos dos EUA que agem em questões relacionadas a Hong Kong.

PEQUIM, 18 de janeiro (Xinhua) -- Em resposta às sanções dos Estados Unidos, a China decidiu impor sanções recíprocas a funcionários executivos dos EUA, membros do Congresso e organizações não governamentais, que têm atuado às questões relacionadas a Hong Kong, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores nesta segunda-feira.

Os familiares das pessoas relacionadas também estarão sujeitos às novas sanções, disse o porta-voz Hua Chunying em entrevista coletiva.

Hua fez comentários em resposta a uma pergunta sobre a imposição do Departamento de Estado dos EUA das chamadas sanções a seis funcionários do governo central chinês e do governo da Região Administrativa Especial de Hong Kong (HKSAR). 

"As ações relevantes dos EUA interferiram severamente nos assuntos de Hong Kong, nos assuntos internos e na soberania judicial da China e violaram gravemente o direito internacional e as normas básicas que regem as relações internacionais. A China se opõe firmemente e condena veementemente isso", disse Hua.

"Hong Kong é uma sociedade sob o estado de direito e todos são iguais perante a lei", disse Hua, acrescentando que o requisito básico do Estado de direito é que as leis devem ser obedecidas e os infratores processados.

"Apoiamos firmemente os departamentos relevantes da HKSAR na repressão às atividades ilegais e criminosas de acordo com a lei, salvaguardando a autoridade da lei e salvaguardando a segurança nacional", acrescentou.

"O lado dos EUA não devem prosseguir neste caminho errôneo e perigoso", disse Hua.

Xinhua