ptzh-CNen

Xi Jinping fala com Biden no telefone.

O presidente chinês, Xi Jinping, na manhã de quinta-feira, recebeu um telefonema do presidente dos Estados Unidos, Joseph R. Biden, na véspera do Ano Novo Lunar.

Os dois presidentes se desejaram boa sorte no Ano do Boi e tiveram uma profunda troca de pontos de vista sobre a China e os EUA,  e importantes questões internacionais e regionais.

Biden transmitiu saudações festivas ao povo chinês e desejou ao povo chinês um ano novo feliz e próspero. Xi Jinping parabenizou Biden mais uma vez por assumir o cargo de presidente dos EUA e desejou ao povo da China e dos Estados Unidos um feliz Ano do Boi.

Xi Jinping destacou que a restauração e o crescimento das relações China-EUA, que foi o desenvolvimento mais importante nas relações internacionais durante o último meio século e mais.

"Apesar de várias reviravoltas e dificuldades, o relacionamento em geral continuou avançando e proporcionou enormes benefícios aos povos chinês e americano e contribuiu para a paz, estabilidade e prosperidade globais", disse Xi Jinping.

Xi Jinping enfatizou que a China e os Estados Unidos ganham com a cooperação e perdem com o confronto.

"Quando a China e os Estados Unidos trabalham juntos, eles podem realizar muito para o bem dos dois países e do mundo em geral. O confronto entre os dois países, no entanto, será definitivamente desastroso para os dois países e para o mundo", acrescentou Xi Jinping.

Os dois países, sugeriu ele, deveriam fazer esforços conjuntos na mesma direção, seguir o espírito de nenhum conflito, nenhum confronto, respeito mútuo e cooperação ganha-ganha, administrar suas diferenças e trabalhar para um desenvolvimento sólido e estável das relações China-EUA.

"Desta forma, os países podem trazer benefícios mais tangíveis para as pessoas em ambos os países e dar a sua contribuição devida para o combate à pandemia COVID-19, promovendo a recuperação econômica mundial e mantendo a paz e estabilidade regional", Xi Jinping acrescentou.

Xi Jinping enfatizou que, embora os dois lados possam divergir em algumas questões, é crucial mostrar respeito mútuo, tratar uns aos outros como iguais e gerenciar e lidar adequadamente com as diferenças de forma construtiva.

"A questão de Taiwan e as questões relacionadas a Hong Kong, Xinjiang, etc. são assuntos internos da China e dizem respeito à soberania e integridade territorial da China, e o lado dos EUA deve respeitar os interesses centrais da China e agir com prudência", enfatizou Xi Jinping.

China.org.cn