ptzh-CNen

A massa monetária de Macau diminui 1,6% em setembro.

A massa monetária de Macau diminuiu 1,6 por cento em termos mensais para 690,5 mil milhões de patacas (cerca de 86,5 mil milhões de dólares americanos) em setembro de 2020, com uma quota estável de patacas, afirmou quarta-feira aqui o órgão de vigilância monetária da região administrativa especial. De acordo com as estatísticas divulgadas pela Autoridade Monetária de Macau, a moeda em circulação e os depósitos à ordem aumentaram 0,5% e 1,1%, respectivamente. M1, portanto, aumentou 1,0% em relação ao mês anterior.

Por outro lado, os passivos quase monetários diminuíram 1,9%. O somatório destas duas rubricas, ou seja, os meios de pagamento alargados ou M2, diminuiu 1,6% para 690,5 mil milhões de patacas (cerca de 86,5 mil milhões de dólares).

Em uma base anual, M1 caiu 8,2%, enquanto M2 cresceu 2,8%.

As ações da pataca, dólar de Hong Kong, renminbi e dólar americano em M2 foram 33,6%, 47,6%, 4,6% e 12,4%, respectivamente.

Os depósitos de residentes diminuíram 1,6% face ao mês anterior para 671,9 mil milhões de patacas (cerca de 84,1 mil milhões de dólares), enquanto os depósitos de não residentes aumentaram 0,9% para 322,3 mil milhões de patacas (cerca de 40,4 mil milhões de dólares).

Entretanto, os depósitos do sector público na banca aumentaram 0,1% para 263,1 mil milhões de patacas (cerca de 32,9 mil milhões de dólares).

Como resultado, os depósitos totais no sector bancário diminuíram 0,6% face ao mês anterior para 1.257,4 mil milhões de patacas (cerca de 157,5 mil milhões de dólares).

Ler artigo completo em: Xinhua.net