ptzh-CNen

Huawei prevê "explosão" no uso do 5G na China no 1.º semestre de 2021.

Segundo o diretor da unidade de operadores de telemóveis do grupo chinês, Ryan Ding, a marca dos 20% de utilizadores foi o ponto em que as redes 4G começaram a popularizar-se.

As previsões são de que o 5G atinja esse percentual de usuários na China - e também na Coreia do Sul - ao longo dos primeiros seis meses do próximo ano, apontou Ding.A penetração atual do 5G na China é de 12%.

Num discurso proferido durante um fórum dedicado às telecomunicações, realizado hoje em Xangai, a "capital" económica do país, o executivo garantiu que a adoção do 5G no país está a superar as expectativas das empresas do setor e descreveu os próximos dez anos como uma "década de ouro" para estas redes.

"A China Mobile (principal operadora do país) previa que teriam 100 milhões de utilizadores. Eu achei uma meta muito agressiva, mas já vão nos 130 milhões", exemplificou.

Ding disse que as altas velocidades que esta tecnologia permite significam que as operadoras passam de oferecer pacotes baseados no consumo de dados para serem baseados na velocidade do acesso à rede.

"A expectativa é que as operadoras cobrem uma sobretaxa de 20% ou mais com este tipo de pacotes", previu.

Sobre as possibilidades do 5G para o setor industrial, onde as empresas envolvidas prometem que haverá uma "revolução", com a criação de cidades e fábricas inteligentes, Ding reconheceu que mais esforços devem ser feitos para entender o que as empresas precisam.

O vice-presidente da Huawei, Ken Hu, apontou medicina remota, mineração ou trabalho portuário como algumas das aplicações industriais deste tipo de rede.

Ler artigo completo em: Notícias ao Minuto