ptzh-CNen

HSBC dobra aposta na China com novo escritório.

O HSBC Holdings Plc estabelecerá um escritório para liderar sua estratégia numa área de rápido crescimento da China, a chamada Greater Bay Area, aumentando sua aposta na segunda maior economia do mundo.

Daniel Chan, atualmente chefe do banco de negócios do HSBC em Hong Kong, foi nomeado chefe da unidade, que supervisionará a estratégia para “capturar oportunidades” em Guangdong, Hong Kong e Macau, disse a instituição londrina em comunicado na segunda-feira.

A mudança vem após a líder de Hong Kong, Carrie Lam, ter endossado na semana anterior uma presença mais forte do HSBC na ex-colônia britânica, criticada por congelar as contas de ativistas e apoiar a abrangente lei de segurança nacional no centro financeiro.

O governo de Hong Kong adotou laços mais estreitos com a China desde que protestos atingiram a cidade em 2019, promovendo o conceito de Greater Bay Area que busca criar uma zona econômica regional ao estilo do Vale do Silício com as cidades continentais próximas de Guangzhou e Shenzhen.

Lucros concentrados: Juntas, Hong Kong e China representaram mais de 90% do lucro ajustado do HSBC nos primeiros nove meses de 2020, mas o continente ainda representa uma parte pequena. 

Mesmo assim, instituição que começou em Hong Kong em 1865 para conectar a China ao mundo é um dos maiores investidores entre os bancos estrangeiros no continente, com uma rede de cerca de 170 pontos de venda em mais de 50 cidades e cerca de 8.000 funcionários. HSBC possui cerca de 19% das ações do Bank of Communications Co.

Durante uma apresentação em novembro em Hong Kong, a alta administração, incluindo o chefe do banco na China, Mark Wang, e o chefe da Asia Peter Wong, ressaltaram seu compromisso com a Greater Bay Area.

A China é a chave para os planos de recuperação do banco, que incluem a transferência de bilhões em capital para expansão na Ásia e cortes na Europa e nos EUA.

Chan se reportará a Diana Cesar, presidente-executivo do HSBC de Hong Kong, bem como para Wang.

Money Times