ptzh-CNen

Planos de desenvolvimento das empresas estatais (SOE) chinesas para 2021-2025

As empresas estatais (SOE) de administração central da China estão a fazer planos de crescimento para o 14º período do Plano Quinquenal (2021-2025), com foco no desenvolvimento de alta qualidade para sustentar um desenvolvimento económico e social mais amplo.

Os objetivos de crescimento das empresas públicas centrais da China serão especificados assim que o 14º plano quinquenal de desenvolvimento económico e social do país for aprovado pela legislatura superior, disse Hao Peng, chefe da Comissão de Supervisão e Administração do Património do Estado (SASAC), numa conferência de imprensa na terça-feira.

Nos próximos cinco anos, o desenvolvimento de alta qualidade das empresas públicas centrais será ainda mais reforçado, com progressos na sua escala empresarial e de rentabilidade, segundo Hao Peng.

Espera-se também que as SOE dupliquem os seus esforços em investigação e desenvolvimento para fazer novos avanços em tecnologias de base e indústrias chave.

Hao disse que o layout industrial para as empresas estatais centrais será ainda mais otimizado, e a sua presença em indústrias estratégicas emergentes seria consolidada de 2021 a 2025.

As empresas públicas centrais há muito que desempenham um papel fulcral no desenvolvimento económico da China. Os ativos totais destas empresas atingiram 69,1 triliões de yuans (cerca de 10,71 triliões de dólares americanos) no final do ano passado, representando uma taxa de crescimento anual de 7,7 por cento durante o 13º período do Plano Quinquenal (2016-2020).

Entretanto, os seus lucros totais e lucros líquidos apresentaram taxas médias de crescimento anual de 8,8% e 9,3%, respetivamente.

No mercado externo, as receitas operacionais das SOE centrais ultrapassaram 24 triliões de yuans e os lucros totais atingiram quase 600 mil milhões de yuans durante o mesmo período.

Atualmente, os ativos no estrangeiro das SOE centrais da China situam-se nos 8 triliões de yuans, com presença em mais de 180 países e regiões.

Na conferência de imprensa, o porta-voz da SASAC, Peng Huagang, disse que os riscos da dívida das SOE centrais são, geralmente, controláveis. Peng referenciou ainda que a comissão implementará um mecanismo de alerta precoce de riscos financeiros para as obrigações empresariais SOE e formulará diretrizes para reforçar os controlos de risco das dívidas empresariais SOE locais.

As SOE administradas centralmente concentraram-se na prevenção de riscos de incumprimento das empresas nos últimos anos e o seu rácio médio de endividamento diminuiu para 64,5 por cento até ao final de 2020, acrescentou Peng.

 

 

China.org.cn