ptzh-CNen

China deve esperar para lançar mais estímulos, dizem economistas

Economistas analisaram dados do documento anual de políticas da China e concluíram que o governo de Pequim está guardando medidas de estímulo na manga, caso o impacto global da pandemia de coronavírus piore significativamente. Relatórios do governo divulgados no primeiro dia do Congresso Nacional do Povo na sexta-feira foram revolucionários, pois descartaram uma meta explícita para o crescimento do PIB, mas, por outro lado, mantiveram o objetivo de aumentar moderadamente o apoio à economia. Dito isso, analistas veem maior afrouxamento da política monetária no curto prazo, impulso do investimento em infraestrutura e forte crescimento do crédito neste ano.

 

Ler artigo completo: UOL