ptzh-CNen

Grupo recomenda que Pequim privilegie geopolítica na questão da dívida africana.

 Uma unidade de investigação chinesa especializada em relações internacionais considerou hoje que lidar com a “enorme dívida externa” de África é uma “questão crucial” para a China, aconselhando o Governo chinês a privilegiar os interesses geopolíticos. 

“Goste-se ou não, a verdade inevitável é que a ‘bomba’ do endividamento africano vai rebentar a qualquer momento, e a China terá que ajustar a sua estrutura para mitigar os danos”, afirma a Anbound, num relatório a que a agência Lusa teve acesso. 

Fundada em 1993, em Pequim, a Anbound é uma das maiores unidades de investigação da China especializada em geopolítica e relações internacionais, prestando aconselhamento nas áreas de previsão estratégica, soluções políticas e análise de riscos.

 

Ler artigo completo em: Diário de Notícias