ptzh-CNen

Pequim alcança cobertura total de rede 5G independente.

Pequim se tornou a segunda cidade da China, depois de Shenzhen, na província de Guangdong, no sul da China, a atingir cobertura total da rede 5G independente, de acordo com um comunicado divulgado pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação na quarta-feira.

Até o final de julho, Pequim abriu 44.000 estações base 5G, e o número deve chegar a mais de 50.000 até o final de 2020, observou o comunicado. Todas essas estações base foram conectadas em uma rede 5G independente, o que significa que toda a cidade está coberta por sinais 5G.

Atualmente, existem cerca de 5,06 milhões de usuários 5G em Pequim. As três principais operadoras de telecomunicações da China cooperaram com empresas relevantes em mais de 1.000 projetos de telecomunicações, observou o comunicado.

Antes de Pequim, Shenzhen já havia alcançado a cobertura total da rede 5G independente com suas 46.000 estações base, o prefeito de Shenzhen divulgou em uma conferência de imprensa em 17 de agosto, acrescentando que Shenzhen tem a maior densidade de estações base 5G do mundo.

Wang Zhiqin, reitor associado da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicação, também revelou que a China instalou 41.000 estações base 5G até o final de junho. No total, o país planeja construir 500.000 estações base 5G em 2020.

De acordo com o analista independente de telecomunicações Xiang Ligang, a China não é o primeiro país a anunciar o uso comercial de 5G, mas certamente é o líder mundial em impulso real da indústria, seja em construção de infraestrutura 5G, penetração de telefones 5G ou desenvolvimento de produtos periféricos.

 

Ler artigo completo em: Global Times