ptzh-CNen

China quer vacinar uma cidade inteira em cinco dias.

Uma cidade chinesa afetada por um novo surto de covid-19 começou hoje um programa de vacinação de toda a sua população de 300.000 pessoas, que espera concluir nos próximos cinco dias.

A emissora estatal CCTV mostrou pessoas a fazerem fila para receberem a vacina, na cidade fronteiriça de Ruili, onde foram diagnosticados 16 casos desde terça-feira.

Doze dos casos são nacionais chineses e os outros quatro são nacionais do Myanmar (antiga Birmânia), país que fica do outro lado da fronteira.

Um funcionário local do Partido Comunista Chinês disse à CCTV que 159.000 doses da vacina já chegaram à cidade.

Imagens de televisão mostraram ruas vazias, depois de as autoridades terem ordenado o confinamento da população e o encerramento dos negócios não essenciais.

A cidade também disse que vai reforçar os controlos na porosa fronteira, para tentar impedir a entrada ilegal a partir do Myanmar.

A China erradicou praticamente a transmissão local da covid-19, através da rápida implementação de medidas rígidas, sempre que surge um novo surto.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.816.908 mortos no mundo, resultantes de mais de 128,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.859 pessoas dos 822.314 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

RTP