ptzh-CNen

China comprou dois terços do petróleo angolano no primeiro trimestre de 2020.

A China foi o destino de mais de dois terços (66,9%) das exportações de petróleo bruto angolano nos primeiros três meses de 2020, no valor de US$3,85 mil milhões, revelou o Banco Nacional de Angola (BNA).

Segundo o Relatório da Balança de Pagamentos e Posição de Investimento Internacional, a China foi também a terceira maior fonte de investimento directo estrangeiro no sector petrolífero angolano, sendo responsável por US$194,3 milhões.

O documento, divulgado pelo BNA na terça-feira, revela ainda que a China foi o principal fornecedor de Angola, com uma fatia de 14,7 por cento das importações angolanas no primeiro trimestre de 2020.

Ler artigo completo em: Fórum China-PLP