ptzh-CNen

Países lusófonos exportaram menos 19,7% para Macau.

Os países lusófonos exportaram para o antigo território administrado por Portugal mercadorias no valor de 623 milhões de patacas (63 milhões de euros), indicou a DSEC em comunicado.

Por outro lado, os países de língua portuguesa, entre janeiro e novembro, importaram da região administrativa especial chinesa produtos no valor de 11 milhões de patacas (1,1 milhões de euros), o que representa um aumento de 765,3%.

No total, Macau exportou, no período em análise, mercadorias avaliadas em 9,6 mil milhões de patacas (978 milhões de euros), menos 17,9% comparativamente ao período homólogo de 2019.

Já o valor importado de mercadorias foi de 80,8 mil milhões de patacas (8,2 mil milhões de euros), ou seja, menos 0,5% em termos anuais.

O défice da balança comercial até novembro último cifrou-se em 71,19 mil milhões de patacas (7,2 mil milhões de euros), mais 1,72 mil milhões de patacas (175 milhões de euros) em comparação com o período homólogo de 2019 (69,48 mil milhões de patacas, ou 7,08 mil milhões de euros).

De janeiro a novembro, o valor total do comércio externo de mercadorias foi de 90,4 mil milhões de patacas (39 milhões de euros), menos 2,7%, em relação aos 92,88 mil milhões de patacas registados em igual período de 2019.

Notícias ao Minuto