ptzh-CNen
  • frnspq2
  • chinamacaufonte
  • selosptchina
  • Iniciativas do Observatório da China: Ópera de Pequim.
  • Biblioteca Digital para a investigação científica e o conhecimento da história da China.
  • Selos comemorativos: 40 anos das Relações Diplomáticas entre a República Portuguesa e a República Popular da China, com o apoio da Embaixada da China em Portugal.

Dois lotes de vacinas chinesas chegam ao Líbano.

Dois lotes de vacinas desenvolvidas pela companhia farmacêutica chinesa Sinopharm chegaram nesta terça-feira a Beirute para apoiar o combate do país à COVID-19.

O embaixador chinês no Líbano, Wang Kejian, disse que a China ofereceu os dois lotes de vacinas para o governo e exército libaneses, o que demonstra a profunda amizade entre os governos, exércitos e povos chineses e libaneses.

Acreditamos que as vacinas chinesas desempenharão um papel positivo no fortalecimento da capacidade do Líbano de prevenir e controlar a pandemia, disse Wang durante uma coletiva de imprensa realizada no Aeroporto Internacional Rafic Hariri.

Por sua parte, o ministro da Saúde interino do Líbano, Hamad Hassan, disse que as vacinas serão distribuídas ao exército, alfândegas, departamentos de seguridade social e diferentes órgãos públicos e ministérios do Líbano.

"A doação das vacinas pela China ajudará a população libanesa a retornar gradualmente à vida normal", disse Hassan.

Ele também agradeceu à China por fazer esta doação não obstante os desafios enfrentados pelo país na luta contra a pandemia.

Já o general Elias el-Chamiyeh, que representou o comandante das Forças Armadas libanesas Joseph Aoun, disse que a doação demonstra um imenso apoio ao exército libanês, protegendo seus soldados da pandemia.

El-Chamiyeh afirmou que a China está empenhada em impulsionar a cooperação entre as Forças Armadas libanesas e o exército chinês.

China Radio International