ptzh-CNen

Enviado dos EUA para o clima chega à China para reunir com autoridades

O enviado norte-americano para o clima, John Kerry, chegou hoje à China para reunir com as autoridades do país, nas vésperas de o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, organizar uma cimeira sobre a crise climática.

O Ministério da Ecologia e do Meio Ambiente da China disse que as discussões em Xangai se prolongam até sábado e visam aumentar a cooperação sobre as mudanças climáticas.

O comunicado do ministério informou que Kerry vai reunir com o principal negociador da China para o clima, o veterano diplomata Xie Zhenhua.

China e Estados Unidos são os maiores emissores de gases poluentes do mundo e ambos estabeleceram metas para se tornarem neutros ao longo das próximas décadas.

A deslocação de Kerry é a visita de mais alto nível à China por funcionários do Governo de Biden, até à data, e ocorre num período de tensões crescentes sobre direitos humanos, comércio e reivindicações territoriais de Pequim no leste e sudeste da Ásia.

A China, o maior emissor de gases poluentes, é essencial para o sucesso dos acordos climáticos globais.

A visita de Kerry não prevê qualquer encontro com a imprensa.

Biden convidou 40 líderes mundiais, incluindo o chefe de Estado chinês, Xi Jinping, para participar de uma cimeira virtual sobre o clima, entre 22 e 23 de abril.

Espera-se que os Estados Unidos e outros países anunciem metas nacionais mais ambiciosas para reduzir as emissões de carbono e prometam ajudar financeiramente os esforços das nações pobres.

RTP