ptzh-CNen

China pede que EUA assumam a devida responsabilidade no conflito Palestina-Israel

A China pediu, na terça-feira, que os Estados Unidos assumissem a devida responsabilidade no conflito Palestina-Israel e apoiassem o Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) a desempenhar o seu devido papel na promoção do alívio da situação, reconstrução da confiança e solução política.

Os Estados Unidos bloquearam, no domingo, pela terceira vez, as tentativas no CSNU de aprovar uma resolução conjunta de condenação à violenta escalada do conflito Palestina-Israel. Os meios de comunicação americanos reportaram, na segunda-feira, que a administração Biden aprovou a venda a Israel de armas guiadas de precisão no valor de US$ 735 milhões.

O porta-voz da chancelaria chinesa, Zhao Lijian, disse numa entrevista coletiva diária, que durante uma reunião aberta de emergência no domingo, a maioria dos membros do CSNU pediu um cessar-fogo imediato e cuidado para se evitar uma crise total. Todos pediram a proteção dos civis, de modo a que se evitem mais vítimas, aderiram a uma solução política e pediram que Palestina e Israel retomassem logo as suas negociações de paz baseadas na “solução de dois Estados.” Todos manifestaram a convicção de que o Conselho de Segurança deve falar com uma voz unânime, impulsionar o processo das negociações de paz de maneira justa e trabalhar a favor da coexistência pacífica da Palestina e Israel.

Zhao, disse que “entretanto, em vez de prevenir ativamente o conflito Palestina-Israel, os Estados Unidos estão dispostos a acrescentar mais combustível ao fogo”, acrescentando que os Estados Unidos caíram no isolamento sem precedentes no CSNU, estando completamente no lado oposto da consciência e moralidade humanas.

A comunidade internacional está profundamente desapontada com o que os Estados Unidos fizeram no conflito Palestina-Israel, disse o porta-voz, acrescentando que as pessoas não podem deixar de se questionar se é esta a diplomacia dos direitos humanos e valores que o governo americano ostenta, e porque razão os Estados Unidos não dão atenção aos direitos humanos do povo palestiniano se falam na defesa dos direitos humanos dos muçulmanos.

Zhao acrescentou também que “os Estados Unidos só se preocupam com os seus próprios interesses. Possivelmente só estão a utilizar os direitos humanos como uma cortina de fumo. O Conselho de Segurança foi incapaz de tomar medidas sobre o conflito Palestina-Israel devido à oposição dos Estados Unidos. É a isto que os Estados Unidos chamam de ordem internacional baseada em regras? Perante a crescente perda de vidas civis inocentes como consequência do conflito, os Estados Unidos devem assumir a devida responsabilidade, adotar uma posição justa e unir-se à maioria da comunidade internacional no apoio ao Conselho de Segurança para que esta desempenhe o seu devido papel no alívio da situação, reconstrução da confiança e encerramento de um acordo político.”

XINHUA PORTUGUÊS