ptzh-CNen

China critica pedido de boicote diplomático dos EUA aos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing

A China expressou, na quarta-feira, forte insatisfação e firme oposição a alguns indivíduos dos Estados Unidos que pedem um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, disse numa coletiva de imprensa que, com base na ideologia e no preconceito político, alguns indivíduos nos Estados Unidos usaram a chamada questão dos direitos humanos para difamar a China na tentativa de interferir, impedir e interromper a preparação e realização dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing.

A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, pediu na terça-feira um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022 por motivos de direitos humanos.

“Os comentários de alguns indivíduos americanos estão cheios de mentiras e informações falsas. Trata-se de uma farsa típica dos EUA e está fadada ao fracasso”, criticou Zhao.

O porta-voz salientou que a Carta Olímpica claramente requer a manutenção e promoção da independência e neutralidade política dos desportos olímpicos. A politização do desporto viola o espírito da Carta Olímpica e prejudica os interesses dos atletas de todos os países e da causa olímpica internacional, facto que é definitivamente contestado pela comunidade internacional.

Os preparativos para as Olimpíadas de Inverno de Beijing estão a progredir sem problemas e têm sido altamente elogiados pelo Comité Olímpico Internacional, lembrou Zhao. Ele exigiu que alguns políticos dos EUA parem de fazer truques políticos desprezíveis com desportos olímpicos e parem de ficar do lado oposto dos atletas globais e fãs dos Jogos Olímpicos de inverno.

XINHUA PORTUGUÊS