ptzh-CNen

Biden pede relatório sobre origem do novo coronavírus em até 90 dias e pressiona a China.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu nesta quarta-feira (26) que agentes de inteligência do país entreguem em até 90 dias um relatório sobre a origem do SARS-CoV-2, o novo coronavírus causador da Covid-19.

Em nota, o presidente disse que os investigadores deverão levantar questões à China — país onde os primeiros casos da doença foram relatados no fim de 2019. Além disso, Biden reconheceu que a possibilidade de o vírus ter infectado seres humanos após um "acidente de laboratório" está em análise, junto com a hipótese de um "salto" do coronavírus de animais para o homem.

No fim de semana, uma reportagem do jornal "The Wall Street Journal" com base em relatórios americanos mostrou que três funcionários do Instituto de Virologia de Wuhan procuraram atendimento médico apenas semanas antes do começo do surto na cidade chinesa, o primeiro epicentro da pandemia. Não há, no entanto, nenhuma prova de que esses pacientes estavam com Covid-19.

Os primeiros casos confirmados do novo coronavírus, ainda na virada de 2019 para 2020, eram relacionados a um mercado de animais selvagens na cidade chinesa de Wuhan, de onde também acredita-se que o patógeno pode ter começado a infectar seres humanos.

A própria OMS reconheceu, em uma primeira análise, a exclusão da hipótese de um acidente de laboratório.

G1