ptzh-CNen

China acusa EUA de "delírio paranoico" por lei para contra-atacar peso econômico de Pequim.

A China acusou nesta quarta-feira (9) o governo dos Estados Unidos de "delírio paranoico" após a aprovação pelo Senado americano de um projeto de lei de política industrial destinado a contra-atacar a crescente ameaça econômica de Pequim.

Os partidos americanos superaram as divisões e apoiaram na terça-feira um plano que destina mais de 170 bilhões de dólares para pesquisa e desenvolvimento, uma das conquistas mais significativas no Congresso desde o início da presidência de Joe Biden em janeiro.

A Lei de Inovação e Concorrência dos Estados Unidos representa o maior investimento em pesquisa científica e inovação tecnológica "em gerações", afirmou o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer. "Estamos em uma competição para vencer o século XXI, e hoje foi dado o tiro de largada", disse Biden.

"Enquanto outros países continuam investindo em sua própria pesquisa e desenvolvimento, nós não podemos ficar para trás", completou. O projeto de lei é considerado crucial para os esforços dos Estados Unidos em sua disputa com a China por inovação tecnológica.

 

Mas a Comissão de Relações Exteriores da Assembleia Popular Nacional da China considerou o projeto a lei uma tentativa de interferir nos assuntos internos do país e privá-lo de seu "legítimo direito ao desenvolvimento por meio da tecnologia", informou a imprensa estatal. "A lei mostra que o delírio paranoico do egoísmo distorceu a intenção original da inovação e concorrência", afirmou a Comissão, de acordo com a agência oficial de notícias Xinhua.

A Comissão do principal órgão legislativo chinês considera que o projeto está "repleto de mentalidade da Guerra Fria e preconceitos ideológicos".

UOL