ptzh-CNen

China planeia impulsionar consumo interno em maio

Segundo afirmou o Ministério do Comércio no domingo, a China vai lançar uma série de atividades no mês que vem para impulsionar o consumo doméstico, incluindo uma exposição de bens de consumo na província de Hainan, no sul.

A expansão do consumo interno é uma prioridade na estratégia económica de “dupla circulação” da China, apresentada em maio do ano passado, que também exigia uma redução da dependência dos mercados externos.

Gao Feng, porta-voz do Ministério do Comércio, afirmou numa entrevista coletiva no domingo que, enquanto a China entra num feriado devido ao Dia do Trabalho, dará início formalmente à campanha de um mês no 1º de maio, em Shangai, com várias atividades, incluindo uma feira de automóveis.

Acrescentou que outras cidades como Pequim, Chongqing e Suzhou também terão vendas em maio.

As plataformas de comércio eletrónico oferecerão, para além de automóveis, vendas de alimentos, viagens, produtos culturais e desportivos de “marcas de boa qualidade”, durante todo o mês.

Os eventos planeados noutras cidades incluem uma feira de alimentos na cidade de Yangzhou, na província de Jiangsu, no leste da China, a partir desta quinta-feira, e uma feira de 12 de maio na cidade de Guangzhou, no sul da província de Guangdong, que mostra marcas conhecidas.

Gao afirmou ainda que a cidade de Haikou, na província de Hainan, no sul, realizará uma exposição inaugural de bens de consumo de 7 a 10 de maio.

Isto É Dinheiro