ptzh-CNen

Huawei reporta queda de receita trimestral à medida que a receita dos smartphones é atingida

A Huawei Technologies da China viu a receita cair 16,5% no primeiro trimestre, em comparação com um ano antes, prejudicada por uma queda nas vendas após a venda da sua unidade smartphone Honor em novembro.

A empresa disse, na quarta feira, que a receita foi de 152,2 bilhões de yuans (23,46 bilhões de dólares) no primeiro trimestre.

Disse também que, apesar disso, a margem de lucro líquido subiu 3,8 pontos percentuais em comparação ao ano anterior para 11,1%, já que a empresa cortou custos e recebeu um impulso de 600 milhões de dólares em pagamentos de royalties.

Eric Xu, presidente rotativo da Huawei disse na declaração que “2021 será um ano desafiador, mas é também o ano em que nossa estratégia de desenvolvimento futuro começará a tomar forma.”

A Huawei foi colocada numa lista negra de exportação pelo ex-presidente americano Donald Trump em 2019 e impedida de ter acesso a tecnologia de origem americana, afetando a sua capacidade de projetar os seus próprios chips e componentes de origem de fornecedores externos.

A proibição colocou o outrora lucrativo negócio de aparelhos da Huawei sob imensa pressão, levando à venda de sua unidade smartphone Honor Budget a um grupo de agentes e revendedores, em novembro.

A empresa disse que a perda de vendas da Honor contribuiu para a queda na receita trimestral.

Em março, a Huawei havia registado um aumento de 3,2% nos lucros em 2020, em grande parte impulsionado pelo seu mercado doméstico.

Mas os seus negócios declinaram em outros lugares, em 2020, com uma queda de 12,2% para 180,8 bilhões de yuans na Europa, Médio Oriente e África, 8,7% para 64,4 bilhões de yuans no resto da Ásia e 24,5% para 39,6 bilhões de yuans nas Américas.

Xu afirmou este mês que a empresa está a investir fortemente em negócios que são menos dependentes da tecnologia de chips dos EUA, como a tecnologia de condução autónoma e a computação em nuvem.

The Economic Times