ptzh-CNen

Relatório aponta que remessas de smartphones da China aumentam 30% no primeiro trimestre

De acordo com um relatório industrial, o mercado de smartphones da China registou um crescimento anual de 30% no primeiro trimestre do ano.

Segundo a empresa de pesquisa de mercado global International Data Corporation (IDC), a China, juntamente com outras regiões do Pacífico, tem contribuído grandemente para a recuperação acelerada do mercado global de smartphones, com metade dos smartphones do mundo enviados para essas regiões nos primeiros três meses de 2021.

Os dados da IDC mostraram que, durante o período, os fornecedores globais de smartphones enviaram aproximadamente 346 milhões de dispositivos, um aumento anual de 25,5%.

Como o mercado de smartphones está a recuperar, o cenário competitivo está a passar por uma grande mudança, afirmou o IDC, acrescentando que a marca chinesa Huawei saiu das cinco principais marcas pela primeira vez em muitos anos.

Outros fornecedores chineses, como Xiaomi, OPPO e Vivo, estão a aumentar o seu foco nos mercados internacionais e ganharam principalmente com o declínio da Huawei, indicou a IDC.

Nos primeiros três meses deste ano, a Xiaomi despachou 48,6 milhões de unidades de smartphones, um aumento anual de 64,8%. Neste período, a empresa absorveu 14,1% do mercado mundial de smartphones em termos de remessas, conquistando o terceiro lugar a nível mundial.

Segundo dados da IDC, a OPPO e a Vivo ocuparam o quarto e quinto lugar mundiais, com 10,8% e 10,1% de participação de mercado, respetivamente.

XINHUA PORTUGUÊS