ptzh-CNen

Valorização da moeda chinesa não deve ser usada para compensar aumento do preço das commodities, diz banco central.

As taxas de câmbio não podem ser usadas como uma ferramenta para estimular as exportações, nem devem ser alavancadas para compensar o aumento dos preços das commodities, de acordo com um comunicado online divulgado pelo Banco Popular da China (PBOC, banco central) na quinta-feira.

O sistema de câmbio flutuante administrado, que tem como base a oferta e a demanda do mercado, segundo o qual a taxa de câmbio é ajustada em referência a uma cesta de moedas, é adequado para as condições nacionais da China e deve ser aderido a longo prazo, disse o PBOC, citando uma reunião do Quadro de Autorregulação do Mercado de Câmbio da China.

O encontro enfatizou que é fundamental gerenciar as expectativas do mercado, reiterando a determinação de combater todos os comportamentos de manipulação do mercado.

O mercado cambial da China permanece geralmente estável no momento, concluiu a reunião, e as flutuações bidirecionais do yuan (moeda chinesa) se tornarão a norma no curto e no longo prazo, uma vez que a taxa de câmbio está sujeita a uma série de fatores de mercado e políticas.

Empresas e instituições financeiras são instadas a se adaptar ativamente às flutuações cambiais, e devem abster-se da especulação cambial

Xinhua