ptzh-CNen

Morreu investidor que ficou conhecido como "Primeiro Acionista da China".

Yang Huaiding morreu com 71 anos, segundo o jornal estatal Securities Times e outras publicações da área financeira, que citaram uma declaração da sua família.

Yang pediu demissão do armazém de uma fábrica em Xangai, a "capital" económica do país, em 1988, e usou as suas poupanças de 20.000 yuan (4.450 euros, na época) para comprar e vender obrigações emitidas pelo Estado chinês, depois de o Partido Comunista ter permitido a transferência de propriedade, como parte das reformas económicas orientadas para o mercado.

Yang tornou-se conhecido publicamente depois de pedir à polícia que o protegesse enquanto carregava caixas de dinheiro e títulos entre províncias. Foi então apelidado de "Yang Milhão", depois de ganhar um milhão de yuans (165.000 euros, na época), no espaço de um ano.

No início da década de 1990, Yang aumentou a sua fortuna ao negociar nas recém-abertas bolsas chinesas.

A imprensa escreveu que o último grande feito de Yang foi em 2008, quando previu corretamente a queda dos preços das ações, que gerou a crise financeira global.

Yang tornou-se a primeira pessoa na China a contratar um guarda-costas e um advogado particular e a processar uma companhia de valores mobiliários, de acordo com o Securities Times.

O mesmo jornal escreveu que Yang foi o primeiro particular a atuar como consultor de bancos e autoridades fiscais.

"Como uma das testemunhas da 'era do despertar' do mercado de valores mobiliários da China, a sua morte é lamentável", descreveu o jornal.

Jornal de Negócios