ptzh-CNen

Porta-voz Chinês diz que tentativas das forças anti-China de prejudicar Xinjiang estão condenadas ao fracasso

As tentativas de destabilizar Xinjiang e conter o desenvolvimento da China através do estudioso alemão Adrian Zenz e das maléficas forças antiChina por trás dele estão fadadas ao fracasso, declarou o Ministério das Relações Exteriores nesta quarta-feira.

O porta-voz Zhao Lijian fez as observações ao comentar sobre o processo contra Adrian Zenz por fabricar rumores de "trabalho forçado" aceite por um tribunal na Região Autônoma Uigur de Xinjiang, noroeste da China.

Na ação movida no Tribunal Popular Intermediário da sub-região de Kashgar, no Sul de Xinjiang, a Shache Xiongying Textile Co., Ltd. exigiu que Adrian Zenz pare com as infrações, resolva o impacto induzido pelos rumores, peça desculpas e indenize a empresa pelas perdas.

"A China é um país regido sob o Estado de Direito. A empresa que entrou com uma ação judicial contra Adrian Zenz reflete uma consciência mais forte da lei do povo chinês, bem como de sua maior consciência de salvaguardar seus próprios direitos", disse o porta-voz. "Apoiamos a mudança, que é animadora para todos."

Chamando a tal pesquisa de Adrian Zenz de rumores descarados sobre Xinjiang, Zhao disse que as alegações fabricadas prejudicaram os interesses das empresas legalmente operacionais na região, bem como das pessoas que saíram da pobreza e melhoraram de vida através do trabalho duro.

O povo chinês e a sociedade internacional agora são capazes de ver a real faceta de Adrian Zenz e das forças por trás dele mais claramente, acrescentou.

À medida que o processo avança, os atos desprezíveis de Adrian Zenz de inventar rumores serão ainda mais expostos ao povo chinês e à comunidade internacional, observou o porta-voz.

"As tentativas de Adrian Zenz e das maléficas forças antiChina por trás dele de colocar em risco a segurança e a estabilidade de Xinjiang e conter o desenvolvimento da China entrarão em colapso", disse Zhao.

XINHUA PORTUGUÊS