ptzh-CNen

China insta as Filipinas a evitar complicar a questão do Mar do Sul da China

Segundo o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin, a China exortou as Filipinas a evitar qualquer ação que pudesse complicar a situação do Mar do Sul da China.

Wang fez as observações depois do Ministro das Relações Exteriores das Filipinas, Teodoro Locsin, publicar um tweet insultuoso sobre a navegação de navios de pesca chineses nas águas da ilha Huangyan.

Segundo Wang, “a ilha Huangyan é território da China e as suas águas adjacentes estão sob a jurisdição da China.”

Disse também que “a China insta o lado filipino a respeitar seriamente a soberania e a jurisdição da China e parar de tomar ações que possam complicar a situação”, acrescentando que “os factos têm provado repetidamente que a diplomacia do megafone só pode minar a confiança mútua ao invés de mudar a realidade.”

“Esperamos que certos indivíduos do lado filipino se preocupem com as maneiras básicas e ajam de acordo com seu status”, enfatizou.

Chamando a China de "benfeitor", o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, denunciou, no final da segunda-feira, os comentários grosseiros de Locsin. Segundo Duterte, “só porque temos um conflito com a China não significa que tenhamos que ser rudes e desrespeitosos.”

Fazendo eco das observações de Duterte, Wang observou na sua declaração que as diferenças e disputas entre os dois países sobre algumas questões não devem afetar a amizade e cooperação em geral, o que também é um importante consenso alcançado pela China e as Filipinas em muitas ocasiões.

De acordo com o Ministro das Relações Exteriores chinês, “a China sempre esteve e continuará a estar empenhada em lidar adequadamente com as diferenças e avançar na cooperação com as Filipinas através de consultas amigáveis, continuará a fornecer assistência dentro de sua capacidade às Filipinas nos seus esforços para combater a epidemia e retomar o desenvolvimento económico.”

CGTN