ptzh-CNen

Embaixada da China na Índia lamenta proibição de empresas chinesas de conduzirem testes 5G no país

Um porta-voz da Embaixada da China na Índia expressou preocupação e lamentou, na quarta-feira, que as empresas de telecomunicações chinesas não tenham sido autorizadas a conduzir testes 5G com provedores indianos de serviços de telecomunicações.

Em resposta a uma consulta da mídia sobre uma notificação, emitida na terça-feira pelo Departamento de Telecomunicações da Índia, o conselheiro Wang Xiaojian expressou preocupação e lamentou que “as empresas de telecomunicações chinesas não tenham sido autorizadas a conduzir testes 5G com provedores indianos de serviços de telecomunicações na Índia.”

O porta-voz disse que as empresas chinesas do setor operam na Índia há anos, proporcionando oportunidades de emprego em massa e contribuindo para a construção de infraestrutura de telecomunicações no país.

Segundo Wang, “excluir as empresas de telecomunicações chinesas dos testes não só prejudicará os seus direitos e interesses legítimos, mas também dificultará a melhoria do ambiente de negócios indiano, o que não favorece à inovação e ao desenvolvimento das indústrias indianas relacionadas.”

Afirmou ainda que “o lado chinês espera que a Índia possa fazer mais para aumentar a confiança mútua e a cooperação entre os dois países e fornecer um ambiente de negócios e investimento aberto, equitativo, justo e não discriminatório, para que as entidades de mercado de todos os países, incluindo da China, possam operar e fazer investimentos na Índia.”

XINHUA PORTUGUÊS