ptzh-CNen

UE congela acordo de investimentos com a China

A Comissão Europeia suspendeu, na terça-feira, os seus esforços para ratificar na União Europeia (UE) o acordo sobre investimentos assinado com a China, em dezembro do ano passado, em decorrência da atual conjuntura política inadequada.

A informação foi confirmada pelo vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em entrevista à AFP.

Segundo Dombrovskis, “no momento, suspendemos os esforços da Comissão para aumentar a consciência política, porque é claro que na situação atual, com as sanções da UE contra a China e contra as sanções chinesas, inclusive contra membros do Parlamento Europeu, o ambiente não é propício à ratificação do acordo.”

A decisão foi tomada em decorrência das sanções impostas pela UE aos funcionários chineses pelo tratamento dado à minoria muçulmana uigur.

Para o ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, “o acordo comercial é um acordo entre a UE e a China e é óbvio que deve ser coordenado pela Comissão.” No entanto, “a Itália trabalha em sinergia com Bruxelas sobre o calendário da ratificação.”

O ministro afirmou também que “a China foi um tema central da reunião ministerial com particular atenção à questão dos direitos humanos, mas também com foco em manter abertos os canais de diálogo sobre questões como o clima, a sustentabilidade ambiental, que necessariamente vê a China como um ator fundamental.”

UOL