ptzh-CNen
  • Home
  • Notícias
  • China e UE
  • China e Itália prometem aprofundar laços bilaterais e avançar com a cooperação China-UE

China e Itália prometem aprofundar laços bilaterais e avançar com a cooperação China-UE

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, realizou nesta segunda-feira uma conversa telefónica com o seu homólogo da Itália, Mario Draghi. Ambos prometeram promover as relações bilaterais e impulsionar a cooperação entre a China e a União Europeia (UE) para enfrentar os desafios globais.

Ao sublinhar a sua parceria estratégica abrangente, Li disse que as relações entre a China e a Itália estão ligadas numa longa história de intercâmbios e desfrutam de sólidos laços de interesses.

Desde o ano passado, as duas partes uniram esforços para realizar a cooperação internacional na luta contra a epidemia da COVID-19, obtendo um progresso positivo em projetos de cooperação chave, indicou Li.

Mencionou também que a China deseja trabalhar com a Itália para promover a cooperação em áreas como comércio, investimento, energia e mudanças climáticas.

O primeiro-ministro chinês pediu que as duas partes garantam o sucesso do Ano de Cultura e Turismo China-Itália que acontecerá em 2022, expandam os intercâmbios culturais e entre pessoas e fortaleçam a cooperação no marco do Grupo dos 20 (G20).

Li acredita que o aprofundamento das relações e da cooperação entre a China e a Itália ajudará a melhorar o bem-estar dos povos dos dois países.

A China dá grande importância às suas relações com a UE, disse Li, acrescentando que uma UE unida e próspera é uma força importante para preservar a paz mundial, apoiar o multilateralismo e promover o livre comércio.

O primeiro-ministro chinês espera que ambas as partes alinhem as suas relações numa direção correta, adiram a uma mentalidade aberta para impulsionar a cooperação pragmática e resolver as diferenças através do diálogo e coordenação baseados no respeito mútuo.

Ao assinalar que a cooperação entre a China e a UE contribuirá para a recuperação económica global, Li salientou que ambas as partes devem trabalhar conjuntamente para pôr em vigor o acordo o mais cedo possível.

Li espera que a Itália, um membro importante da UE, continue a desempenhar um papel positivo na promoção de um desenvolvimento saudável e estável das relações com a China.

Por sua parte, Draghi disse que a Itália dá grande importância à sua parceria estratégica abrangente com a China, estando disposta a trabalhar com o país para impulsionar projetos de cooperação importantes, aprofundar a cooperação bilateral em energia, aviação, economia, comércio e investimento.

A Itália está disposta a aproveitar a oportunidade do Ano de Cultura e Turismo Itália-China para promover os intercâmbios entre pessoas e culturais, destacou.

Draghi acrescentou que aprecia o apoio da China ao trabalho da Itália na sua presidência no G20 e afirmou que a Itália está disposta a reforçar a comunicação e a coordenação com a China em assuntos multilaterais, a promover a cooperação internacional na luta contra a COVID-19, a impulsionar a recuperação económica global e a abordar conjuntamente a mudança climática e outros desafios.

Ao assinalar que o acordo de investimento entre a UE e a China é um importante consenso entre ambas as partes, Draghi disse que a Itália apoia o avanço do processo de seguimento do tratado através do diálogo, numa data próxima.

XINHUA PORTUGUÊS